Rali Da Croácia: Encontrar Aderência Será Um Verdadeiro Desafio Para Todas As Equipas

O Rali da Croácia já nos habituou a provas muito disputadas e este ano não deverá ser diferente para as provas do WRC e do Junior WRC. As 20 especiais, com o total de 304,38 quilómetros, são agora bem conhecidas pelos pilotos, mas isso não significa que sejam menos desafiantes. Estes serão os principais desafios:

Grande discrepância entre os tipos de superfícies, geralmente escorregadias, com diferentes níveis de aderência de uma etapa para outra;

Muitos traçados de asfalto irregular e buracos, que podem piorar com as condições meteorológicas;

As superfícies das estradas, que são rápidas, mas ao mesmo tempo estreitas, podem piorar à medida que os carros vão passando

Está prevista chuva ocasional para o fim de semana.

PNEUS PIRELLI NA CROÁCIA

P Zero RA WRC: O pneu de rali de asfalto da Pirelli está disponível em dois compostos. A escolha principal será a versão de composto duro (P Zero RA WRC HA), mais adequada para enfrentar as superfícies mais abrasivas e as etapas mais longas, enquanto a versão de composto macio (P Zero RA WRC SA) surge como a alternativa, sendo um pneu normalmente mais adequado para condições mais escorregadias ou quando o asfalto está molhado devido à chuva ou à geada noturna.

P Zero RA: é a gama utilizada nos campeonatos de WRC2, WRC3 e Junior WRC. Estará disponível na versão de composto duro (RA5A). Estes pneus partilham muitas das características dos pneus WRC instalados nos carros de topo.

Para os carros de Rally2, a Croácia marca a estreia do novo pneu macio, o RA7+C, que proporciona melhores níveis de desempenho quando a superfície da etapa é uma mistura de piso molhado e seco. O novo pneu macio RA7+A, características semelhantes e desenvolvido para carros de Rally3, também fará a sua estreia nas estradas croatas.

Cinturato RW: É o pneu disponível para enfrentar a chuva. O Cinturato WRC RWB foi desenvolvido exclusivamente para os carros de Rally1. O Rally2 terá o novo RWC e os carros do Rally3 usarão o Cinturato RW1C.

As regras estabelecem que cada carro de Rally1 pode utilizar um total de 28 pneus ao longo do rali. A alocação é de 28 pneus P Zero RA WRC HA, a opção principal, 18 da opção P Zero RA WRC SA e 12 do Cinturato RWB para chuva. Os carros das categorias WRC2 e WRC3 (assim como a categoria júnior) podem utilizar até 26 pneus, com a alocação de 26 unidades do composto principal, 18 da alternativa e 12 de chuva. 

CITAÇÃO PIRELLI

Terenzio Testoni, Diretor de Atividades de Rali: “A gestão dos pneus sempre foi um fator chave na Croácia, onde as estradas são rápidas, mas também muito suaves. Na verdade, o verdadeiro desafio para todas as equipas será a aderência, que pode ser muito fraca em algumas secções que tendem a ficar muito sujas. No ano passado, a sujidade acumulada em cada passagem foi uma característica real do rali, razão pela qual a utilização de pneus macios foi generalizada mesmo em superfícies perfeitamente secas. Espero que seja um rali imprevisível até ao fim, com muito drama, como sempre.”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *